PT
210325Psb 11

Notícias

Resposta à pandemia passa pela cooperação global e pelo reforço dos sistemas de saúde pública

25 mar · 13h00

© Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia 2021 / Pedro Sá da Bandeira

A Ministra da Saúde, Marta Temido, presidiu hoje à sessão de abertura da Conferência sobre Saúde Global, organizada pelo Ministério da Saúde e pela Direção-Geral da Saúde, no âmbito da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia.

“ Pretendemos apoiar uma visão plural e transdisciplinar sobre a saúde global, área com importância crescente no contexto internacional, bem como discutir prioridades e próximos passos da Estratégia Europeia de Saúde Global 2030. ”

Marta Temido, Ministra da Saúde

O esforço multissetorial e coordenado entre países foi uma tónica comum dos diversos oradores. Amina Mohammed, Vice-Secretária-Geral da Organização das Nações Unidas, salientou que a crise associada à pandemia de COVID-19 “exacerbou as desigualdades preexistentes em todo o mundo e atingiu os mais vulneráveis de forma especialmente dura”, expondo “os graves riscos de sistemas de saúde subfinanciados e a crónica falta de investimentos na preparação para pandemias”.

210325Psb 40

Marta Temido, Ministra da Saúde © Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia 2021 / Pedro Sá da Bandeira

Para ultrapassar estes constrangimentos, sugere o “aumento dos investimentos europeus e o reforço dos sistemas de saúde pública e proteção social em todo o mundo”, salientando também, em mensagem gravada para a conferência, que estes “ajudarão a construir sociedades e economias mais resilientes”.


A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, reforçou a mensagem de união nesta sessão inaugural, apelando ao empenhamento de "todos" no combate à pandemia de COVID-19, e destacando o papel da Europa desde o início da crise. “A Europa optou por construir uma aliança global. Há quase um ano, juntámos forças com a OMS, com outros governos e com fundações de caridade e juntos criámos o ato acelerador que é a Iniciativa Global, para ajudar todos os países a terem acesso a testes, tratamentos e vacinas”, referiu numa mensagem em que demonstrou especial preocupação com o continente africano.

“ Só podemos conter o vírus se unirmos forças com os nossos amigos de outros países e de outros continentes. De outra forma, o vírus vai continuar a propagar-se e a sofrer mutações. Se nos preocupamos com a nossa saúde, temos de nos preocupar com os outros também. ”

Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia

A sessão inaugural contou ainda com a presença do Diretor-Geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, que numa mensagem gravada também abordou o tema da pandemia. Na sua opinião, porém, “o papel da UE na saúde global vai além da atual pandemia”, que veio recordar todos os países de que a saúde é a base das sociedades saudáveis e resilientes. Na sua intervenção, destacou ainda o papel dos cuidados de saúde primários, com provas dadas em muitos Estados-Membros, entre eles Portugal. “São a fundação da cobertura universal e da segurança em saúde”, salientou.

210325Psb 28

Augusto Santos Silva, Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros © Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia 2021

O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, destacou a importância do reforço dos sistemas de saúde pública e da cooperação global, através da construção de recursos “focados no bem-estar das pessoas”, investindo “mais nas populações, na coesão social e na importância da saúde pública".

“ Fizemos um grande esforço para distribuir vacinas. Nunca na história da humanidade as vacinas foram desenvolvidas tão depressa. ”

Augusto Santos Silva, Ministro dos Negócios Estrangeiros

O chefe da diplomacia portuguesa salientou que "o que fazemos na Europa é importante, mas o mais importante é o que fazemos no mundo, só juntos podemos combater a pandemia".


A sessão de abertura terminou com uma mensagem gravada do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que salientou o empenho permanente de Portugal, como uma constante e não apenas durante o último ano da pandemia de COVID-19 .

“ No caso português, nós estamos particularmente empenhados, e demonstrámos isso durante esta pandemia, e demonstramos, no relacionamento institucional e diplomática com os países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) na área da saúde. E dizê-lo em nome de Portugal é-me particularmente gratificante. ”

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República

O Presidente da República sublinhou que a saúde é um direito humano fundamental e que a abordagem One Health, sedimentada no trinómio saúde humana, saúde animal e saúde ambiental é o caminho para “alcançar a segurança sanitária global”.