PT
210330Psb 13

Notícias

A Europa precisa de voltar a investir na ferrovia

Videoconferência informal dos Ministros dos Transportes

30 mar · 18h30

© Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia / Pedro Sá da Bandeira

O Ministro das Infraestruturas e Habitação afirma que é necessário “mais investimento” do que o atualmente planeado, para cumprir os objetivos da União Europeia para o transporte ferroviário.

 

Após a videoconferência informal dos Ministros responsáveis pelos Transportes, Pedro Nuno Santos sublinhou que “para concretizar a grande ambição de duplicar o transporte ferroviário de mercadorias e o de passageiros em alta velocidade, e atingir os objetivos climáticos, vamos ter de investir bem mais do que o que está, para já, planeado”.

 

Um dia depois do evento de lançamento do Ano Europeu do Transporte Ferroviário 2021, e após a reunião ministerial onde também participou a Comissária dos Transportes, Adina Vălean, o Ministro sublinhou que houve, nas últimas três décadas, “uma estagnação no crescimento do transporte ferroviário de mercadorias e um crescimento residual no de passageiros. Temos de perceber o que falhou. É para nós muito claro que a falta de investimento é uma das razões principais.”

APS 6212

Pedro Nuno Santos, Ministro das Infraestruturas e da Habitação e Adina Vălean, Comissária para os Transportes, na conferência de imprensa © Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia - António Pedro Santos/Lusa

Pedro Nuno Santos informou que existe, entre os 27, “uma grande unidade europeia para se investir e apostar na ferrovia como principal meio de transporte que nos ajudará a fazer a transição climática, a construir um futuro melhor, com melhor mobilidade e ambiente”.

 

O Ministro das Infraestruturas e da Habitação fez notar, no entanto, que é igualmente importante “conseguir mobilizar os recursos necessários para o investimento que é necessário fazer”, lembrando que nem todos os países dispõem de recursos próprios para fazê-lo.